Posfácio #04 – O irmão alemão

2015-08-10 09.51.37

Primeiro livro do Chico que tive o prazer de ler, foi um ótimo passatempo durante a locomoção na cidade, esperas, ônibus cheios e a rotina do cidadão recifense. Admirava-o por sua qualidade em música, pelas histórias, os insights e a criatividade em criar dentro de melodias. Hoje, também admiro sua literatura.

Caramba, que livro! Para alguns talvez, seja lento, mas a narrativa cheia de detalhes, a ambientação, a história, o passeio entre os fatos verídicos e os criativos, os personagens, a intimidade dos Hollander… o retrato de uma época de muito cuidado. A ditadura, o reich, segunda guerra, o Brasil, a Alemanha, os estrangeiros, os presos políticos. Muitos fatores, o silêncio de leitura atenta e mais do que isso, um livro de contemplação de imagens, sons e gemidos.

Conhecer o Chico como Francisco, o Ciccio, a narrativa não o deixa evidente mas o torna tão coparticipante em tantos fatos, que o irmão alemão não seria o foco principal se não fosse pelo próprio Francisco. Uma biografia de família, poetizada e ritmada em quantidade de páginas quase exatas. A narrativa se propôs ao que queria ser, sem delongar-se em sua tarefa.

Fantástico!

 

O irmão Alemão
Chico Buarque
Companhia das Letras

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s