Casa

Onde o viajante pode reclinar seus pés?
Aonde sua casa foi fazer morada?

A terra não tem dono
Não há pronomes próprios
A casa dos pensamentos

[ surgiu quando abriram a porta do mundo

O MUNDO é vasto
As vidas são curtas
Os caminhos são longos
Uma morada é um alguém
Viajante, esse alguém
Vi andar
Procurando seu caminho
Para conjugar um lugar

Peregrinação

Onde Há, haverá
Há braços
Há morada
Há sorrisos
Há viventes
Há casa, haverá

 

“Pernambuco embaixo dos pés/ E minha mente na imensidão”
(Chico Science e Nação Zumbi em Mateus Enter)

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s