Humanos

A desconfiança mora nas ruas, habita dentre os becos e junto dos que não aparentam segurança.

Temos medo de quem nos encara firmemente. Não sorrimos quando agradecemos. Abraçamos os desconhecidos com placas ” HUGS FREE”. Não nos preocupamos com a causa de quem recebe os abraços. Fazemos doações sem olhar a quem, literalmente não olhamos a quem – talvez, é necessário mais do que a doação. Somos psicológos de metrô e não escutamos a nós mesmos.

Os Hércules, as Afrodites, Dionísios e Artémis…Nós que andamos e não olhamos por onde passamos. ” Sem nome”… Nós que andamos e não somos olhados. Humanos, nem deuses e nem miseráveis. Um pouco do céu sobre a terra. São falhos e não reconhecemos os erros.

A disparidade que o ser humano é.O  abismo de pensamentos e o oceano de vidas envoltas das nossas próprias vidas. Somos humanos e estamos desconhecendo a nós mesmos.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s