A carta

636x460design_01 (4)

Aos que festejam a guerra,

No fim de guerras,construímos as estátuas,fazemos festa. Aplaudimos a vida e a morte dos guerreiros,fazemos história.

Aplaudimos nossas desgraças e escolhemos um mártir a levar sobre si,tudo isso. Nós que veneramos um hino e morremos pela ideologia.Fiquemos de pé e contemos a história da morte e de quem, naquela hora, não sabia de nada. Todos nós que contamos as guerras para o futuro. Só acreditamos na paz,quando vencemos.

Mas uma vez peço: Fiquemos de pé,levantem seus copos e celebrem a imensidão da não-lógica que o homem é durante a sua eterna guerra. Somos nós que lutamos contra os pensamentos, e aceitamos algumas insanidades alheias, só porque parecem/perecem melhor.

Celebremos enquanto ainda se celebra.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s